23 de dez de 2013

Musica inspira!

6 comentários
Sábado foi noite de concerto.  O Coro acadêmico da OSESP e os alunos do curso de metais fizeram uma apresentação maravilhosa, repleta de clássicos natalinos inspiradores.
Como sempre, saí de lá com vontade de abraçar o mundo da música com as pernas.
Na caminhada pra casa, lembrei do vídeo tocando piano que eu prometi postar logo, e me motivei mais ainda a gravar.
Com o piano afinado, não tinha mais porque adiar :)

A pedido de Sofia...
Für Elise - Beethoven
Fiz uma versão simplificada da musica, que por sinal é lindíssima.
Não, infelizmente vocês não terão o mesmo privilégio da Sofia de poder pedir musica. Considerei o pedido dela pois a musica faz parte do meu pequeno repertório.

Nunca fiz aula de piano, aprendi o pouco que sei por puro interesse. Corri atrás, busquei, treinei, até tocar os trechinhos que toco hoje.
Mas não será assim para sempre! Ano que vem pretendo entrar no conservatório de piano, e se tudo der certo, futuramente terei muito mais vídeos pra postar por aqui.

O item #21( do projeto {36,5/365} está completo! ^^
#21 - Postar vídeo tocando algum instrumento;

15 de dez de 2013

Domingo com boa companhia

7 comentários
Hoje, zanzando atoa pelo Facebook, vi uma imagem com a seguinte frase: "-Pra animar esse domingo, só uma chuva de canivete."  Confesso não entender como a chuva de canivete animaria o domingo, mas não vem ao caso. Eu parei pra refletir depois do domingo que tive, que o domingo pode ser o dia mais chato que tem (pra alguns), mas junto de pessoas que gosta, os domingos serão sempre os melhores.
~
Ontem foi um dia cheio, fui para São Paulo fotografar uma palestra. Hoje acordei tarde.
Fui almoçar fora com meus primos. Fomos num ótimo restaurante, variamos um pouco (normalmente optamos por fast-food). A comida estava ótima, rimos a beça e nos divertimos muito! 
No caminho de volta, passamos numa super praça? (não sei bem) Um lugar lindo, cheio de arvores "inórmes". Como eu já estava um tanto quanto cansado do evento anterior, levei apenas a câmera analógica e o tablet pras fotos, e achei até que deram conta do recado.
Deitamos na grama, tiramos fotos, rimos muito, depois de um tempo de debate até descobri que tenho sorriso do Adam Sandler e os olhos do Patrick Jane. Foi uma tarde maravilhosa.
E é nesses momentos, com essas risadas, com essas coisas simples da vida que sabemos quando temos amigos de verdade, daqueles que se pode contar sempre! Obrigado turminha ^^ ♥
7 de dez de 2013

Bad day

4 comentários
Sugestão: Aperte play, e então, comece ler :P

Hoje foi dia de vestibular na UNIP. Eu estava certo para ir, porem, meu pai teve um imprevisto no trabalho e precisou ir trabalhar, e com o carro. Minha carona já não estava mais garantida.
Fiquei meio preocupado quanto a isso, pois a unidade mais próxima é a 1 hora de onde eu moro, então parei pra pensar, "poxa, já sou hominho, posso me virar, e devo!". E foi ai que tudo começou.
Resolvi que iria de ônibus. Juntei minhas coisas, e parti em direção à rodoviária. Precisei pegar dois ônibus, parei em uma outra cidade próxima, para depois seguir em frente.
Como não conheço muito bem a cidade, pedi para que o motorista me avisasse quando estivesse próximo a faculdade, que por coincidência tinha um ponto de ônibus bem em frente. Eu tinha ciência de que eu poderia estar um pouco atrasadinho, mas fiz questão de não olhar no relógio, não sei bem, mas parece que assim pode acontecer algum "milagre" e a hora passar errado e dar tudo certo. Não adiantou!
Cheguei e só tinha o segurança na frente da faculdade, ai sim fui olhar no relógio, e eu estava apenas 30 minutos atrasado. Cheguei com cara de dó e perguntei ao moço: - Já era?  A cara de pena dele respondeu a pergunta.
Fiz um drama, disse que não sabia oque fazer, já que eu tinha vindo de ônibus, mas, de nada adiantou!
Juntei minhas coisas e sai sem rumo, pensando se viraria mendigo de vez. Fui em direção a rodoviária.
Como eu já imaginava, foram horas de caminhada num sol escaldante. Fiquei bicolor.
A rodoviária ficava à mais ou menos 1 hora e meia de caminhada (talvez mais). Caminhei pela ciclovia, passei por lugares encantadores, que até transmitiam a sensação de não estar numa cidade tão grande.
Aproveitei minha câmera, e minha despreocupancia' com a vida e cliquei algumas fotos.
Se não fosse o fato de eu estar quase caindo de tantas dores de andar, teria sido tudo perfeito.
Eu precisava me distrair para a rodoviária chegar logo, então comecei contar os 'tracinhos' da ciclovia (no centro da pista), contei até 400 e alguma coisa até me sentir entediado. Foi difícil, mas algumas horas depois cheguei a tão sonhada rodoviária.
E lá se foram mais metade de uma hora do meu dia esperando o ônibus de volta. Quando ele chegou, era como se estivesse escrito "destino: sua casa", todos levantaram e como numa manada, fizeram uma enorme fila para entrar, jamais imaginaria que quase 50% das pessoas que ali estavam iam para a mesma cidade que eu. Sou um pequeno indefeso, não consegui garantir um lugar sentado.
E foi ali, entre uma axila e um quadril que fui o caminho inteiro lendo Melancia, e rindo em meio a uma multidão com a Claire, engraçadíssima. E graças ao meu super fone, me fechei no meu mundinho com a Carla Bruni. Essas duas foram essenciais  para amenizar essa viajem desconfortável.

Quando enfim cheguei a minha cidade, quase em casa me deparei com esse céu.
Cheguei então a conclusão de que, por mais que eu tenha tido uma mal dia, a natureza provavelmente viu meu sofrimento e mandou suas maravilhas para me alegrar. E o mal dia, não foi tão mal assim!

" I had a bad day ♪ "
- Supere isso e, se não puder superar, supere o vício de falar a respeito. 'Claire - Melancia.

 

kawagalvao.com/Copyright © 2012 Design by IpietoonPersonalização Kawã Galvão