23 de dez de 2013

Musica inspira!

6 comentários
Sábado foi noite de concerto.  O Coro acadêmico da OSESP e os alunos do curso de metais fizeram uma apresentação maravilhosa, repleta de clássicos natalinos inspiradores.
Como sempre, saí de lá com vontade de abraçar o mundo da música com as pernas.
Na caminhada pra casa, lembrei do vídeo tocando piano que eu prometi postar logo, e me motivei mais ainda a gravar.
Com o piano afinado, não tinha mais porque adiar :)

A pedido de Sofia...
Für Elise - Beethoven
Fiz uma versão simplificada da musica, que por sinal é lindíssima.
Não, infelizmente vocês não terão o mesmo privilégio da Sofia de poder pedir musica. Considerei o pedido dela pois a musica faz parte do meu pequeno repertório.

Nunca fiz aula de piano, aprendi o pouco que sei por puro interesse. Corri atrás, busquei, treinei, até tocar os trechinhos que toco hoje.
Mas não será assim para sempre! Ano que vem pretendo entrar no conservatório de piano, e se tudo der certo, futuramente terei muito mais vídeos pra postar por aqui.

O item #21( do projeto {36,5/365} está completo! ^^
#21 - Postar vídeo tocando algum instrumento;

15 de dez de 2013

Domingo com boa companhia

7 comentários
Hoje, zanzando atoa pelo Facebook, vi uma imagem com a seguinte frase: "-Pra animar esse domingo, só uma chuva de canivete."  Confesso não entender como a chuva de canivete animaria o domingo, mas não vem ao caso. Eu parei pra refletir depois do domingo que tive, que o domingo pode ser o dia mais chato que tem (pra alguns), mas junto de pessoas que gosta, os domingos serão sempre os melhores.
~
Ontem foi um dia cheio, fui para São Paulo fotografar uma palestra. Hoje acordei tarde.
Fui almoçar fora com meus primos. Fomos num ótimo restaurante, variamos um pouco (normalmente optamos por fast-food). A comida estava ótima, rimos a beça e nos divertimos muito! 
No caminho de volta, passamos numa super praça? (não sei bem) Um lugar lindo, cheio de arvores "inórmes". Como eu já estava um tanto quanto cansado do evento anterior, levei apenas a câmera analógica e o tablet pras fotos, e achei até que deram conta do recado.
Deitamos na grama, tiramos fotos, rimos muito, depois de um tempo de debate até descobri que tenho sorriso do Adam Sandler e os olhos do Patrick Jane. Foi uma tarde maravilhosa.
E é nesses momentos, com essas risadas, com essas coisas simples da vida que sabemos quando temos amigos de verdade, daqueles que se pode contar sempre! Obrigado turminha ^^ ♥
7 de dez de 2013

Bad day

4 comentários
Sugestão: Aperte play, e então, comece ler :P

Hoje foi dia de vestibular na UNIP. Eu estava certo para ir, porem, meu pai teve um imprevisto no trabalho e precisou ir trabalhar, e com o carro. Minha carona já não estava mais garantida.
Fiquei meio preocupado quanto a isso, pois a unidade mais próxima é a 1 hora de onde eu moro, então parei pra pensar, "poxa, já sou hominho, posso me virar, e devo!". E foi ai que tudo começou.
Resolvi que iria de ônibus. Juntei minhas coisas, e parti em direção à rodoviária. Precisei pegar dois ônibus, parei em uma outra cidade próxima, para depois seguir em frente.
Como não conheço muito bem a cidade, pedi para que o motorista me avisasse quando estivesse próximo a faculdade, que por coincidência tinha um ponto de ônibus bem em frente. Eu tinha ciência de que eu poderia estar um pouco atrasadinho, mas fiz questão de não olhar no relógio, não sei bem, mas parece que assim pode acontecer algum "milagre" e a hora passar errado e dar tudo certo. Não adiantou!
Cheguei e só tinha o segurança na frente da faculdade, ai sim fui olhar no relógio, e eu estava apenas 30 minutos atrasado. Cheguei com cara de dó e perguntei ao moço: - Já era?  A cara de pena dele respondeu a pergunta.
Fiz um drama, disse que não sabia oque fazer, já que eu tinha vindo de ônibus, mas, de nada adiantou!
Juntei minhas coisas e sai sem rumo, pensando se viraria mendigo de vez. Fui em direção a rodoviária.
Como eu já imaginava, foram horas de caminhada num sol escaldante. Fiquei bicolor.
A rodoviária ficava à mais ou menos 1 hora e meia de caminhada (talvez mais). Caminhei pela ciclovia, passei por lugares encantadores, que até transmitiam a sensação de não estar numa cidade tão grande.
Aproveitei minha câmera, e minha despreocupancia' com a vida e cliquei algumas fotos.
Se não fosse o fato de eu estar quase caindo de tantas dores de andar, teria sido tudo perfeito.
Eu precisava me distrair para a rodoviária chegar logo, então comecei contar os 'tracinhos' da ciclovia (no centro da pista), contei até 400 e alguma coisa até me sentir entediado. Foi difícil, mas algumas horas depois cheguei a tão sonhada rodoviária.
E lá se foram mais metade de uma hora do meu dia esperando o ônibus de volta. Quando ele chegou, era como se estivesse escrito "destino: sua casa", todos levantaram e como numa manada, fizeram uma enorme fila para entrar, jamais imaginaria que quase 50% das pessoas que ali estavam iam para a mesma cidade que eu. Sou um pequeno indefeso, não consegui garantir um lugar sentado.
E foi ali, entre uma axila e um quadril que fui o caminho inteiro lendo Melancia, e rindo em meio a uma multidão com a Claire, engraçadíssima. E graças ao meu super fone, me fechei no meu mundinho com a Carla Bruni. Essas duas foram essenciais  para amenizar essa viajem desconfortável.

Quando enfim cheguei a minha cidade, quase em casa me deparei com esse céu.
Cheguei então a conclusão de que, por mais que eu tenha tido uma mal dia, a natureza provavelmente viu meu sofrimento e mandou suas maravilhas para me alegrar. E o mal dia, não foi tão mal assim!

" I had a bad day ♪ "
- Supere isso e, se não puder superar, supere o vício de falar a respeito. 'Claire - Melancia.

30 de nov de 2013

Novembro em fotos

3 comentários
Sebastian (bach) o lagarto.
Piano♥
Noite de patinação.
Café em amigos.
Foi domingo de vestibular. Agitei os primos pra um café/Almoço fora, antes de eu e o Juan irmos para a prova.
Ao terminar a prova, eu e ele aproveitamos o cenário maravilho da faculdade, um castelo antiguérrimo e cheio de lugares lindos para serem fotografados. Uma das faculdades mais lindas que já conheci.
Juan e sua paixão: Cactos!
Ainda na faculdade...
Lugar incrível. Mais parece uma cidade por dentro, um linda e antiga cidade!
Novidades no quarto.
~
26 de nov de 2013

Fotografia + Pessoas ruivas

4 comentários
Depois de muito tempo sem postar projetos e inspirações fotográficas...
O projeto é do fotografo Tadao Cern, onde ele foca a beleza das pessoas ruivas. Ouvi boatos de que mais de 100 fotos foram tiradas para a realização do projeto. Selecionei minhas preferidas, diretamente da pagina do facebook do Tadao.
Dedico esse post ao meu primo e sua paixão incondicional por pessoas ruivas.
17 de nov de 2013

O tão sonhado!

6 comentários
Confesso, que como sempre, não achei que fosse realmente dar certo, mas, de repente tudo se encaixou e agora eu tenho um piano.
Contei todo o inicio da história neste outro post.
Meu professor de literatura da escola, também amante da música e pianista, decidiu que compraria um piano novo, e precisava vender o antigo, foi ai que meu sonho reacendeu!
Depois de um bom tempo, depois de muito cansaço, depois de passar muita ansiedade, finalmente as coisas andaram.
Na tarde da primeira prova do ENEM, fizemos o transporte do Piano (Sim, eu sinto muito por só ter vindo contar a 'tsuper' novidade agora).
Acho que foi a coisa mais terrível que já tive de ajudar a transportar. Por mil elefantes, que trênzinho pesado!
Subir a escada em U de casa foi o maior obstaculo, se não me falha a memória, foram necessários sete pares de braços fortes (se é que posso me considerar forte, caso contrário foram apenas seis). Tive pequenos infartos durante várias vezes no trajeto, cheguei pensar que o piano despencaria da mão de todos uma hora, mas felizmente tudo correu bem, a não ser é claro pelos machucadinhos inevitáveis que sofreu durante o transporte. A cada batidinha uma lagrima me escorria!
Levando em consideração os trinta e poucos anos do piano, ele está em ótimo estado. Alguns reparos precisam ser feitos, mas nada absurdo. Como eu disse, levando em consideração a idade do piano, ele está em bom estado!
Não sei se já fiz essa promessa por aqui, mas pretendo postar vídeos meu tocando piano. Até pensei em já gravar o primeiro vídeo pra lançar junto com este post, porém, o transporte na maioria das vezes acaba desafinando um pouco o piano, e mesmo dando pra tocar, prefiro esperar o moço afinar, pra que o vídeo fique com uma qualidade sonora um pouco melhor.

Mal posso acreditar que tenho um piano. De inicio foi estranho acostumar, daquele tipo estranho que você acorda e a primeira coisa que faz é ir ver se não foi um sonho, como aqueles que você acorda feliz e vê que a coisa não está lá, e da até vontade chorar, mas sentia um alívio confortante ao ver que ele estava sim, preenchendo minha sala mais do que nunca!
Esse era apenas um sonho distante, e quando a belíssima oportunidade surgiu, soube que precisava agarra-la. 
E agarrei-a!
12 de nov de 2013

De volta pra natação!

3 comentários
O cabelo molhado, o frescor da pele, o cheiro de creme hidratante, a exaustão das pernas e braços. É uma sensação inexplicável de boa que a tempos eu não sentia.
Minha primeira aula de natação desde 2009.


3 de nov de 2013

O post que não foi ao ar.

3 comentários
O ENEM vem aí, não sei se eu deveria, mas estou virando piruetas inversas em pensar na prova que tenho pra fazer amanhã (e domingo). Talvez eu estaria mais tranquilo se eu fosse o melhor aluno da sala, e pudesse me garantir, mas, bom...
Meu sentimentos estão a flor da pele ultimamente, se tenho que rir morro de rir atoa, se tenho de ficar triste, baixo um espírito antigo de um rei do drama e faço tudo algumas dezenas de vezes pior. Talvez eu esteja fazendo isso agora mesmo! '-'
Pessoas entrando na minha vida, do nada, sem explicação, ganham espaço ou simplesmente se vão. Espero que alguns fiquem, mas talvez o meu eu acaba espantando algumas delas, temo que junto se vá as que eu quero que fiquem.
Estou pessimista quanto a tudo, quanto a prova de amanhã, quanto a uma outra super coisa que se der tudo certo vai acontecer amanhã (não disse?), sinto que tudo vai por água a baixo e junto o meu futuro também se vai.
Preciso decidir meu futuro, minha profissão, mas nem isso eu consigo fazer.
Todos ao meu redor já tem uma base, muitos deles querem administração, outros direito, engenharia de todos os tipos, musica, até cursos que nem sei citar os nomes, e eu pareço o único aqui, sem chão.
Talvez o 'um ano' que sou adiantado na minha turma fosse refletir no futuro, e se eu estivesse um ano atrás como deveria? Talvez ano que vem seja a data que a vida me programou pra ter auto controle das escolhas.
Confuso? Pois é, a minha vida está assim ultimamente. Vozes de cobranças no trabalho, bronca no curso por estar desligado, discussõezinhas bobas sobre coisas bobas, pessoas se afastando, pessoas magoadas por palavras cruéis,  coisas do tipo enchem minha mente fazendo tudo se misturar e virar um tremendo caos.
Talvez eu esteja mesmo com o drama em alta.
Só me desejem boa sorte amanhã e depois.
                                                         -
Escrevi esse post na sexta, um dia antes da primeira prova do ENEM, deitado no escuro, com a intensidade da tela no mínimo para não acabar os 4% de bateria que ainda restava no tablet antes mesmo que eu conseguísse postar. 
Mas, não sei oque houve, o post não foi ao ar como planejado, tentei postar depois pelo computador, mas o post não estava lá, e só descobri hoje que o post ficou salvo somente no tablet.
E afinal, como previsto, acho que não fui muito bem :b
20 de out de 2013

Aquela velha câmera

5 comentários
Lembram de uma câmera de R$5,00 adquirida num brechó local? Isso, aquela mesma que comentei num post uma vez, que não sabia se funcionaria e blá blá blá? Bom, ela funcionou!

Sim, sou um tremendo bocó por não ter vindo antes falar sobre isso, mas, confesso que já fazem bons meses que revelei meu primeiro filme com a Yashica 2000N.
Por incrível que pareça, aquela câmera velha, toda acabada, jogada no canto de um bazar poderia me render boas fotos!
Meu primeiro filme com ela foi meio estranho, pois o contador estava quebrado, então eu não sabia se as fotos que eu tirava realmente estavam tirando. Parecia que eu tirava foto eternamente e o filme não acabava, então, pra não perder muito tempo e descobrir se a câmera funcionava ou não, depois de bater várias fotos, resolvi tirar o filme, mesmo antes de a câmera rejeitar mais fotos.
Levei pra revelar e a surpresa foi que algumas fotos saíram sim, e com uma qualidade aceitável. Levando em consideração o seu estado, diria que ela fez o seu melhor!
Já ciente de que a câmera funcionava, tentei meu segundo filme depois de algum tempo, e não é que renderam boas fotos?!
Gostei muito do resultado do segundo filme, uma das fotos está num porta retrato (que por sinal esqueci de tirar pra fotografar --'). 
Por fim, valeu a pena dar uma chance a essa velha câmera. 
 

kawagalvao.com/Copyright © 2012 Design by IpietoonPersonalização Kawã Galvão